Frases de Nietzsche

Biografia e frases de Nietzsche

Categorias: Biografias
Tags:

Durante mais de dez anos aquele esquisito professor alemão, que chamava a atenção das pessoas por andar com um bigodão de cossaco, trancado com seus livros e papéis em aposentos soturnos, dedicou-se a produzir candentes escritos contra tudo o que era estabelecido e até mesmo o que consideravam não convencional (como o socialismo e o feminismo). Poucos deixam de ler uma página de Nietzsche sem uma forte impressão – a favor ou contra. E que escrita! Ninguém como ele empunhara o alemão assim, a marteladas.

 

Biografia de Friedrich Nietzsche

Friedrich Nietzsche (1844-1900) foi um filósofo, escritor, poeta e filólogo alemão, o mais importante filósofo do século XIX. Escreveu O Anticristo e Assim Falava Zaratustra.

Friedrich Nietzsche nasceu em Röcken, na Alemanha, no dia 15 de outubro de 1844. De família luterana o seu destino era ser pastor como seu pai e seus avôs, mas perde a fé durante a adolescência. Na Universidade de Leipzig, a sua vocação filosófica cresce. Foi um aluno brilhante, dotado de sólida formação clássica, e aos 25 anos é nomeado professor de Filologia na Universidade de Basileia.

Durante dez anos desenvolveu a sua filosofia em contato com o pensamento grego antigo. Em 1879 seu estado de saúde obriga-o a deixar de ser professor. Sua voz ficou inaudível. Começou uma vida errante em busca de um clima favorável tanto para sua saúde como para seu pensamento, esteve em Veneza, Gênova, Turim e Nice.

Em 1882, começa a escrever Assim Falou Zaratustra. Escreve em um ritmo crescente, mas este período termina brutalmente em 3 de janeiro de 1889 com uma crise de loucura que, durou até à sua morte, colocando-o sob a tutela da sua mãe e de sua irmã.

Conta a lenda que Nietzsche foi internado depois de um estranho fato acontecido em Turim, no ano de 1889. Ao ver da sua janela um pobre cavalo ser brutalmente espancado pelo dono, o filósofo correu em socorro do animal. Após espantar o cocheiro aos berros, Nietzsche passou os braços ao redor do pescoço do cavalo e começou a chorar convulsivamente. O choro, porém, durou pouco. Acometido por um violento colapso, o filósofo precisou ser carregado para seu quarto, onde permaneceu desacordado por alguns minutos. Quando voltou a si, não era mais o mesmo – pronunciava frases ininteligíveis, cantarolava, martelava o piano e soltava estranhos ruídos.

Muitos dizem que a filosofia nietzschiana embasou o nazismo, todavia não é verdade que ele era a favor de doutrinas nazistas, mas sim que Hitler utilizou seus textos publicados postumamente e manipulados por sua irmã (que foi casada com um membro do exército alemão) para inventar seu apoio.

O sucesso de Nietzsche, entretanto, só veio quando um professor dinamarquês leu a sua obra Assim Falou Zaratustra e, por conseguinte, tratou de difundi-la, em 1888. Muitos estudiosos da época tentaram localizar os momentos em que Nietzsche escrevia com crises nervosas ou sob efeito de drogas. Friedrich Nietzsche faleceu em Weimar, Alemanha, no dia 25 de agosto de 1900.

Gostou do post? Compartilhe: