No ministério tem gente capaz. O problema é que a maioria é capaz de qualquer coisa.

Biografia e frases de Getúlio Vargas

Categorias: Biografias
Tags:

Getúlio Vargas tinha apenas 1,60 metros e fazia questão de ser fotografado de modo que parecesse mais alto. Era um incorrigível apreciador de charutos, chegando a fumar oito por dia. Não era uma pessoa muito religiosa. Pelo contrário. Considerava o cristianismo “contra a natureza humana”, e afirmava ser ele “inimigo da civilização”.

 

Veja as imagens com as frases de Getúlio Vargas no final do post.

Biografia de Getúlio Vargas

Getúlio Dornelles Vargas nasceu no Rio Grande do Sul, na cidade de São Borja em 1882. Tornou-se Bacharel da Faculdade de Direito de Porto Alegre em 1907 e com isso, começou sua carreira política, elegendo-se deputado estadual, deputado federal e líder da bancada gaúcha entre 1923 e 1926 pelo Partido Republicano Rio Grandense. Foi Ministro da Fazenda durante a presidência de Washington Luís (1926-1927) e governador do Rio Grande do Sul (1927-1930). Em 1929 candidatou-se a presidência da república pelo partido da Aliança Liberal, mas perdeu as eleições para Júlio Prestes. Não aceitou a derrota e planejou um golpe, chefiando o Movimento Revolucionário de 1930.

Após o golpe, Getúlio Vargas assumiu o Governo Provisório (1930-1934). Com isso deu início a estruturação do Estado e criou o Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio e a promulgação das primeiras leis trabalhistas.

Em 1932 aconteceu a Revolução Constitucionalista em São Paulo, onde os paulistas unidos em uma frente única lutaram contra o Governo Provisório. O movimento durou cerca de cinco meses, tendo sido iniciado em 9 de julho de 1932. Após o término do movimento paulista, Getúlio Vargas deu início ao processo de constitucionalização. Em novembro de 1933 instalou-se a Assembléia Nacional Constituinte, responsável pela promulgação da Nova Constituição. No ano seguinte (1934), Getúlio Vargas foi eleito presidente da república, através da Assembléia Nacional Constituinte. Nesse período, passou a fazer parte da Ação Integralista Brasileira (AIB), partido de ideologia fascista liderado por Plínio Salgado.

“Eu sempre desconfiei muito daqueles que nunca me pediram nada. Geralmente os que sentam à mesa sem apetite são os que mais comem.” – Getúlio Vargas

Getúlio Vargas sabia que pela constituição, poderia ficar na presidência até 1938, e planejou um golpe de estado com o apoio dos integralistas. A Aliança Nacional Libertadora (ANL) era um movimento liderado por Luís Carlos Prestes, partido de ideologia comunista, conhecido também com Partido Comunista Brasileiro (PCB) e era totalmente contrário a ideologia da AIB. Com isso, planejaram um golpe contra o governo, que ficou conhecido como a Intentona Comunista (1935).

O golpe não deu certo e os comunistas passaram a serem perseguidos pelo governo. Aproveitando-se da situação, Getúlio Vargas e os integralistas denunciaram a suposta existência de um plano comunista, conhecido como Plano Cohen. Essa denúncia nada mais era do que a oportunidade de Getúlio Vargas para aplicar o golpe de estado. Em novembro de 1937 (pouco tempo antes das eleições presidenciais), Getúlio Vargas instaurou o Estado Novo. Como primeira medida, fechou o Congresso Nacional e criou uma nova constituição que lhe dava total controle dos poderes Legislativo e Judiciário.

No início do mês seguinte, Getúlio Vargas assinou um decreto que determinava o fechamento dos partidos políticos, inclusive a AIB. Em 11 de maio de 1938, os integralistas revoltados, invadiram o Palácio da Guanabara na tentativa de tirar Getúlio Vargas do poder. Esse episódio ficou conhecido como Levante Integralista.

“O ódio, as infâmias, a calúnia não abateram o meu ânimo. Eu vos dei a minha vida. Agora vos ofereço a minha morte. Serenamente dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na História” – Getúlio Vargas

Após o término da Segunda Guerra Mundial, onde a ditadura, o nazismo e o fascismo em outros países foram derrotados, as pressões em prol da redemocratização no Brasil ficaram mais fortes. Getúlio Vargas foi deposto em 29 de outubro de 1945, por um movimento militar liderado por generais que compunham o seu próprio ministério. Retirou-se para sua fazenda em São Borja. Apoiou a candidatura do ex-ministro de Guerra e general Eurico Gaspar Dutra para a presidência. Na mesma época (1946), Getúlio Vargas foi eleito senador pela Assembléia Nacional Constituinte. Também foi eleito representante na Câmara dos Deputados.

Candidato à Presidência da República em 1950, venceu com maioria de votos através do voto direto e voltou a ser presidente do Brasil através do povo. Seu segundo período de governo foi tumultuado devido as medidas administrativas que tomou e as acusações de corrupção que atingiram o seu governo. Enfrentou oposição cerrada por parte da UDN, em especial pelo líder do partido, o jornalista Carlos Lacerda.

Após o atentado contra Lacerda, no início de agosto de 1954, onde foi assassinado o major-aviador Rubem Florentino Vaz, ao qual ficou constatado o envolvimento da guarda pessoal de Getúlio Vargas, detonou a crise final do governo.

 

Jornal - Morte de getúlho Vargas

 

Getúlio Vargas, sentindo a eminência da renúncia ou deposição pelas Forças Armadas, trancou-se em seu gabinete na madrugada de 24 de agosto e suicidou-se com um tiro no coração.

A morte súbita de Getúlio Vargas provocou grande comoção nacional. O velório foi realizado no Rio de Janeiro, então capital federal, e o enterro, em São Borja. A população formou uma longa fila para se despedir do presidente. Houve choro, convulsões, desmaios e tumultos. Calcula-se em mais de 100 mil o número de pessoas que acompanhou o velório.

 

10 Curiosidades sobre Getúlio Vargas:

1. Getúlio Vargas tinha 1,60 metro e detestava sua altura — por isso, os fotógrafos oficiais eram obrigados a usar um truque para tentar mostrá-lo maior do que era.

 

2. Antes de chegar à presidência, Getúlio Vargas foi ministro da Fazenda de Washington Luís, presidente que o depôs e o mandou para o exílio.

 

3. Em 1934, circulava em Belo Horizonte a “Revista de Minas”. Quando chegou a notícia de que Getúlio Vargas havia escolhido Virgílio de Melo Franco para governador, os editores fizeram a seguinte chamada de capa: “Virgílio, o governador”. Na manhã da circulação, veio o desmentido. O indicado, na verdade, fora Benedito Valadares. A “Revista de Minas” não podia mais mudar a capa. Fizeram um carimbo enorme, na medida da manchete, e chancelaram embaixo: “do coração dos mineiros”.

 

4. Em 1936, Getúlio Vargas entregou a alemã Olga Benário, mulher do líder comunista Luís Carlos Prestes, ao governo de Hitler. Judia e comunista, Olga morreu na câmara de gás de um campo de concentração, em 1942.

 

5. O presidente Getúlio Vargas era chamado de Pai dos Pobres.

 

6. Durante o Estado Novo, Vargas determinou que as repartições públicas tivessem um retrato do Presidente da República na parede. Em 1945, Getúlio Vargas foi deposto e suas fotos foram retiradas. Reeleito em 1950, os retratos voltaram. Isso inspirou uma música de muito sucesso, feita em 1951. “Retrato do velho”, de Haroldo Lobo e Marino Pinto, foi interpretada por Francisco Alves. Getúlio Vargas detestou ser chamado de velho. Conheça a letra:

Bota o retrato do velho outra vez
Bota no mesmo lugar
O sorriso do velhinho
Faz a gente trabalhar, oi!

Eu já botei o meu
E tu não vais botar?
Já enfeitei o meu
E tu vais enfeitar?

O sorriso do velhinho
Faz a gente se animar, oi!

 

7. Em 1953, Getúlio Vargas foi convidado para a cerimônia de coroação da rainha Elizabeth II, da Inglaterra. Como presente, ele lhe entregou um colar e um par de brincos. O colar pesava 300 gramas, com 10 águas-marinhas de 120 quilates e 647 brilhantes.

 

8. Getúlio Vargas sofria de artrite.

 

9. Getúlio Vargas gostava de jogar golfe na companhia de amigos. Para isso, dispunha de tacos fabricados na Inglaterra e todas as bolas tinham impresso em vermelho o seu nome.

 

10. Getúlio Vargas se considerava “pouco supersticioso”. Ele dizia ter simpatia apenas pelo número 13.

 

Veja também a Biografia e frases do imperador Dom Pedro II

Veja também a Biografia e frases de Vinicius de Moraes

Veja também a Biografia e frases de Nelson Rodrigues

Gostou do post? Compartilhe: